[Filme] Cemitério Maldito - 2019

11:11


Em 2019, recebemos o remake do filme Cemitério Maldito, inspirado na obra O Cemitério, de Stephen King. Você pode ler a crítica logo abaixo do vídeo resenha (sem spoilers) do livro:




A trama nos traz a família Creed se mudando para sua nova casa, que se localiza nos arredores de um antigo cemitério  indígena amaldiçoado. Após uma tragédia, coisas estranhas começam acontecer, transformando a vida diária em um pesadelo.



Por mais que a história já seja conhecida por muitos, entregar demais nos trailers não foi uma boa escolha. Alterações realizadas, se comparadas ao filme e livro originais, são entregues nos trailers estragando o que poderia ser uma excelente surpresa.

Algumas dessas cenas ainda conseguiram carregar sensações de horror e de um desespero que beira a loucura. Mas isso só foi possível devido aos grandes esforços das atuações de Amy Seimtz (Rachel Creed) e Jason Clarke (Louis Creed) que realmente nos convencem desses sentimentos.


Rachel Creed é uma mulher que vive carregando um trauma e por conta disso o seu emocional já é instável. No decorrer da trama a vemos constantemente se voltando a essas lembranças, que infelizmente não foram bem exploradas e serviram apenas como terror visual e perdendo a oportunidade de boas cenas de terror psicológico. A Rachel deste filme, mesmo com medos e traumas, me agradou bem mais do que a do próprio livro, que me transmitia a sensação de uma mulher fraca e totalmente dependente do marido. Já no filme, mesmo com suas fragilidades ela ainda consegue encarar as situações, apresentar coragem e dar um apoio ao marido nos momentos de sofrimento.

Louis Creed passa por uma série de sentimentos muito bem executados pelo ator, que vão desde a felicidade genuína, quando chega na casa, até o desespero e a loucura após as tragédias que invadem sua vida. A atuação realmente me conquistou ao ponto de procurar outros filmes em que ele tenha atuado.


Mas e a Ellie? Ela consegue oscilar entre o fofo e macabro muito bem, mas como o trailer mostrou demais acabou não me impressionando. Adoraria vê-la em outro filme de terror onde o roteiro lhe fosse mais favorável a surpresas.

É simplesmente impossível fazer uma crítica totalmente imparcial depois de ter visto os trailers. Infelizmente isso acabou interferindo negativamente, pois eu tinha a necessidade de ser surpreendida mesmo conhecendo praticamente tudo que iria acontecer. Normalmente eu deixo o trailer do filme no fim da crítica, mas não farei isso desta vez. Se você ainda não viu o trailer, faça o favor a si mesmo e assista ao filme sem ver o trailer previamente. Imagino que desta forma você poderá apreciar melhor a obra. Sua fotografia constantemente sombria, as mudanças da história original, as excelentes atuações, trilha sonora e jumps scare em dosagem certa vão te conquistar. Só é uma pena que a publicidade do filme o tenha prejudicando tanto.

Nota baseada em minhas opiniões sobre o filme e desconsiderando sua publicidade, pois esta claramente prejudica a avaliação.

Acompanhe nossas redes sociais:

Biblioteca da Rô : Facebook  | Instagram | Skoob Twitter Youtube 
Aquela Geek: Facebook | Instagram | Twitter Youtube


Criadora do Aquela Geek.
Biomédica e apaixonada por livros, séries e filmes.

You Might Also Like

0 comentários

Me siga no Facebook